Sarna humana: o que é e como você pode se prevenir?

É comum ouvir que um cachorro está com sarna, mas você sabia que essa patologia também afeta humanos? Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 200 milhões de pessoas em todo o mundo são afetadas pela sarna humana por ano. Além disso, a ocorrência é mais comum em lugares de clima tropical, como é o caso do Brasil.

Então, será que você pode pegar sarna do seu bichinho de estimação? Quais são as causas e os sintomas mais comuns dessa doença? Existe tratamento? O que fazer para evitar a contaminação? Confira!

O que é a sarna humana?

A escabiose, conhecida popularmente como sarna humana, é uma doença que afeta a pele provocando coceira muito intensa e manchas vermelhas na pele. Esse problema de saúde é causado pelo ácaro Sarcoptes Scabiei var. hominis.

Esses pequenos seres vivos se abrigam em objetos, como roupas, lençóis, colchões, travesseiros e sofás. Mas, geralmente, não é possível conhecer os locais contaminados com esses animais, já que são microscópicos, ou seja, não são visíveis aos olhos humanos.

O desenvolvimento da sarna acontece quando há um contato mais demorado com uma superfície infectada. Dessa forma, o Sarcoptes Scabiei “muda de casa” e passa a morar na pele da pessoa, causando inúmeros desconfortos.

No entanto, é interessante que depois da contaminação, um ser humano pode transmitir a doença para outro tanto por meio do contato direto quanto pelo uso de objetos compartilhados.

É a mesma doença que a sarna animal?

O ácaro causador da sarna em animais é diferente do que provoca a doença em humanos.Fonte:  Fonte: Freepik/ Reprodução 

Ao falar da escabiose, uma dúvida muito comum é: será que a sarna de gatos e cachorros pega em humanos? Nesse caso, para saber a resposta, é importante descobrir qual é o agente causador desse problema em animais.

No caso dos gatos, existem três tipos principais:

  • Demodécica: causada pelos ácaros demodex cati ou demodex gatoi.
  • Otodécica: resultado da ação do otodectes cynotis.
  • Notoédrica: provocada pelo notoedres cati.

Já para os cachorros, as formas mais comuns da doença são:

  • Sarcóptica: originada pelo sarcoptes scabiei var. canis.
  • Otodécica:  otodectes cynotis.
  • Demodécica: causada pelo demodex canis.

Alguns desses ácaros, por exemplo, o notoedres cati e o sarcoptes scabiei var. canis são transmissíveis para o ser humano. No entanto, é pouco provável que consigam gerar uma infecção.

Ainda assim, embora seja extremamente raro, caso isso ocorra, o processo é considerado autolimitado, isso significa que não há evolução da doença, já que o micro-organismo encontra dificuldades para sobreviver e se desenvolver em pessoas.

Portanto, a sarna humana não é o mesmo problema de saúde que afeta os outros animais, como os gatos e cachorros. O ácaro responsável pela patologia no ser humano é da variedade hominis, sendo diferente dos demais.

Quais são os principais sintomas da sarna humana?

A sarna humana causa coceira e manchas vermelhas na peleA sarna humana causa coceira e manchas vermelhas na pele.Fonte:  Fonte: Freepik/ Reprodução 

O maior sintoma da sarna humana é a coceira intensa que ocorre, principalmente, nas seguintes regiões:

  • axilas;
  • mamilos;
  • pulsos;
  • genitais;
  • pés.

Além disso, a escabiose provoca o aparecimento de pequenas bolinhas vermelhas que formam uma crosta na pele e próximo às áreas atingidas podem surgir pequenas linhas, que parecem arranhões.

Como funciona o tratamento?

O tratamento é feito com o auxílio de um médico dermatologista, que vai avaliar o grau de manifestação da doença e receitar os medicamentos adequados. Dentre esses, é possível utilizar:

  • Ivermectina.
  • Permetrina.
  • Benzoato de benzila.

Dicas de prevenção contra a sarna

É importante não compartilhar itens de uso pessoal para se prevenir da doençaÉ importante não compartilhar itens de uso pessoal para se prevenir da doença.Fonte:  Fonte: Freepik/ Reprodução 

A prevenção contra a sarna envolve o desenvolvimento de bons hábitos de higiene tanto do próprio corpo como em relação ao ambiente. Também, é fundamental evitar o compartilhamento de itens pessoais com terceiros, por exemplo:

  • toalha;
  • roupas íntimas;
  • escova de cabelo;
  • aparelhos de barbear.

Além disso, ao frequentar locais públicos, como os meios de transportes, é importante lembrar de higienizar as mãos após o contato com superfícies de uso comum, isso vai ajudar a evitar a sarna e outras doenças, como a gripe e a covid-19.

Em resumo, a sarna humana é causada pelo ácaro Sarcoptes Scabiei var. hominis e não é o mesmo problema de saúde que afeta os animais. Os sintomas incluem forte coceira e formação de bolhas e crostas vermelhas. Para evitar a contaminação, é necessário dar atenção especial aos hábitos de higiene e tomar cuidado com objetos compartilhados.

Leave a Comment