De Halo a Destiny! Confira os games da Bungie

Esta semana começou com uma surpresa muito interessante, quando na segunda-feira (31), foi anunciado que a Sony Interactive Entertainment comprou a Bungie por US$ 3,6 bilhões!

Fundada em 1991, a desenvolvedora concentrou seus primeiros anos em jogos Macintosh, pertencendo à Microsoft de 2000 a 2007, quando trabalhou na franquia Halo, e depois tornando-se independente novamente e assinando um contrato de publishing de dez anos com a Activision Blizzard, com quem lançou a IP Destiny.

E aproveitando que sua venda é o assunto do momento, decidimos montar uma lista com 10 jogos da Bungie, com alguns nomes bem conhecidos (e adorados) pelo público. Confiram abaixo:

Myth: The Fallen Lords (1997)

Além de ser o primeiro título da desenvolvedora a ser lançado simultaneamente para PC e Macintosh, The Fallen Lords também marca o início da série Myth.

A trama gira em torno da Grande Guerra entre a Luz e das Trevas, com o game seguindo um estilo de estratégia em tempo real e ponto de vista aéreo, e o modo multiplayer online permitindo o controle de unidades de ambas as forças e podendo ser aproveitado por até 16 jogadores.

Plataformas: PC, Mac OS

Myth II: Soulblighter (1998)

O segundo jogo da série conta com uma jogabilidade bem semelhante ao seu antecessor. A narrativa se passa 60 anos após os eventos de The Fallen Lords, trazendo um antagonista apresentado anteriormente, o Soulblighter, como o grande vilão.

E provando que a desenvolvedora já gostava de expansões há muito tempo, ele recebeu no ano seguinte um pacote gratuito chamado Myth II: Chimera, que conta a história de três veteranos do combate contra o “chefão” se unindo para enfrentar uma feiticeira misteriosa.

Uma curiosidade é que também existe um prequel chamado Myth III: The Wolf Age, publicado em 2001 pela Take-Two Interactive, que por possuir quase 20% das ações da Bungie, acabou ficando com os direitos da franquia quando o estúdio foi adquirido pela Microsoft.

Plataformas: PC, Mac OS, Linux

Oni (2001)

Com grandes inspirações em Ghost in the Shell e Akira, este game de ação em terceira pessoa tem uma temática cyberpunk, e foi o único a ser desenvolvido pela Bungie West, uma antiga divisão californiana do estúdio.

Em 2032, o mundo está tão poluído que poucos locais permanecem habitáveis, obrigando todas as nações a se combinarem em uma única entidade totalitarista que mente para a população e utiliza a Technological Crimes Task Force (TCTF) para manter todos sob controle absoluto.

A protagonista, Mai Hasegawa, trabalha para TCTF, mas após descobrir que a força policial esconde segredos sobre o seu passado, ela se volta contra o governo, embarcando em uma jornada de autodescobrimento enquanto enfrenta seu antigo empregador e uma organização criminosa para tentar salvar a humanidade.

Plataformas: PC, Mac OS, PS2

Halo: Combat Evolved (2001/2002)

O primeiro capítulo da aclamada franquia shooter foi o título de lançamento do Xbox, apresentando a jornada do supersoldado Master Chief e sua companheira, a inteligência artificial Cortana, para descobrir os segredos de Halo, um mundo artificial com um formato anelar.

Quando começou a ser desenvolvido em 1997, Combat Evolved foi idealizado como uma mistura de estratégia em tempo real com shooter em terceira pessoa, mas o projeto foi mudando até se tornar o game que conhecemos hoje.

Com uma recepção extremamente positiva, o jogo vendeu 5 milhões de cópias em quatro anos, se tornando um carro-chefe para a Microsoft.

Plataformas: Xbox, PC, Mac OS X, Games on Demand

Halo 2 (2004)

Depois do sucesso de seu antecessor, Halo 2 era tão esperado pelos fãs que bateu a marca de 2,4 milhões de cópias vendidas no primeiro dia, arrecadando um total de US$ 125 milhões, o que foi considerado o maior valor para um lançamento na época.

Sua campanha coloca os jogadores novamente no comando de Master Chief, apresentando também o alienígena Árbitro, em lados opostos em um conflito entre o Comando Especial das Nações Unidas e o Covenant, além do retorno da ameaça do parasita Flood.

Aproveitando detalhes narrativos e elementos de gameplay que foram deixados de fora de Combat Evolved, o game trouxe novas armas, inimigos e veículos, além de avanços no modo multiplayer.

Plataformas: Xbox, PC

Halo 3 (2007)

Com quase 5 milhões de cópias adquiridas logo no lançamento e com um lucro de US$ 170 milhões, a terceira parte da saga Halo superou o recorde da anterior, atingindo 14,5 milhões de unidades comercializadas no total e se tornando o quinto título mais vendido no Xbox 360.

Com o desenvolvido iniciado logo após a finalização de Halo 2, o game trouxe novos veículos e armas, assim como apresentou elementos de gameplay inéditos, como o Forge – um editor de que permite modificações nos níveis multiplayer.

Mesmo recebendo críticas positivas, ele também recebeu algumas avaliações negativas sobre o layout da campanha e enredo, que marca o final da trama apresentada nos dois jogos anteriores.

Plataforma: Xbox 360

Halo 3: ODST (2009)

Concebido inicialmente como um projeto paralelo, a quarta parte da franquia difere dos outros jogos em vários pontos. Primeiro, sua narrativa segue um estilo mais investigativo, com uma ambientação repleta de elementos de Film Noir e uma trilha sonora influenciada pelo jazz.

Além disso, personagens conhecidos, como Master Chief e Cortana, não aparecem, e o enredo concentra-se nos soldados de elite do Comando Espacial das Nações Unidas, os Orbital Drop Shock Troopers (ou ODSTs), e na busca de um deles em New Mombasa, no Quênia, para descobrir o destino de seu esquadrão após o Covenant invadir a Terra em 2552.

Recebendo boas críticas, o título bateu 2 milhões de cópias adquiridas em suas primeiras 24 horas, tornando-se o mais vendido nos Estados Unidos durante setembro de 2009.

Plataforma: Xbox 360

Halo: Reach (2010)

Arrecadando US$ 200 milhões no lançamento e com 9 milhões de cópias vendidas no total, Reach estabeleceu um novo recorde para a franquia.

Sendo o último Halo desenvolvido pela Bungie, ele é um prequel de Combat Evolved, uma opção escolhida pelos desenvolvedores para não ser necessário abordar tópicos anteriores da história da série. O enredo apresenta a jornada de Noble Seis, um supersoldado do Planeta Reach, uma das últimas colônias humanas, em sua tentativa de impedir que o Covenant tome seu mundo.

Plataforma: Xbox 360

Destiny (2014)

Este shooter online de mundo aberto foi o primeiro jogo desenvolvido pela Bungie depois da série Halo, sendo parte do acordo entre o estúdio e a Activision e contando com quatro pacotes de expansões que foram lançados de 2014 à 2016.

No futuro, um grande período de prosperidade e avanços tecnológicos conhecido como a Era Dourada permitiu que os seres humanos pudessem colonizar outros planetas do Sistema Solar. Porém, um evento pós-apocalítico chamado o Colapso fez várias colônias desaparecerem misteriosamente, levando a humanidade ao risco de extinção. Agora, cabe aos Guardiões, últimos defensores da raça humana, impedir que a última cidade na Terra sofra o mesmo destino.

O título oferece uma experiência bem dinâmica, com a raça e a classe escolhidas ao montar o personagem afetando muito a progressão. Ele também incorpora alguns elementos de MMO, como atividades de jogador conta o ambiente (PvE) e jogador versus jogador (PvP), e pode ser curtido solo, em equipe de três pessoas nos strikes, e seis durante as raids.

Plataformas: Xbox 360, Xbox One, PS3, PS4

Destiny 2 (2017)

Destiny 2 foi originalmente lançado como um game pago, tornando-se gratuito em 2019 sob o título New Light ao utilizar o modelo de jogo como serviço. A Activision foi a publisher até dezembro de 2018, quando a Bungie terminou o contrato com a empresa e adquiriu os direitos de publicação da franquia.

Como uma sequência direta de seu antecessor e das expansões subsequentes, ele conta com uma jogabilidade semelhante, incluindo DLCs que aumentam a trama e apresentam novos conteúdos e missões. Além disso, também trouxe algumas novidades focadas na exploração dos planetas e interações com os NPCs, além de certas melhorias, como a do sistema de matchmaking.

Plataformas: Xbox One, Xbox Series X|S, PS4, PS5, PC, Stadia

Leave a Comment