Catfish: entenda o significado do termo e como se proteger

Imagine que, ao criar um perfil em um aplicativo ou site de relacionamento, você acaba conhecendo uma pessoa especial. As fotos demonstram que essa pessoa é bastante interessante e tem qualidades que você sempre buscou em alguém. No entanto, quando um encontro acontece, a pessoa não é exatamente como ela aparentava nas conversas. Esse tipo de golpe, conhecido popularmente por catfish, é muito perigoso e mais comum do que pensamos.

Em linhas gerais, essa prática consiste em indivíduos, muitas vezes criminosos, que desenvolvem perfis falsos na internet, utilizando fotos de terceiros para atrair possíveis vítimas, em aplicativos de relacionamento e aplicam golpes, fraudes e, em alguns casos, cometem até mesmo crimes contra a vida, incluindo agressões físicas e assassinato.

Ao usar a internet como meio para isso, há também o outro lado da moeda, no qual existem pessoas com vergonha da própria aparência que querem apenas conhecer alguém online.

Casos de pessoas enganadas por meio de aplicativos de relacionamento são mais comuns do que imaginamos. (Pexels/Reprodução)Fonte:  Pexels 

Contudo, o catfish pode ser danoso em vários níveis. Quer saber mais sobre o assunto? Confira todos os detalhes abordados a seguir.

Catfish: enganando pessoas virtualmente

Em uma tradução livre, catfish é a junção do nome, em inglês, de 2 animais: gato (cat) e peixe (fish). A gíria em inglês foi criada para que, em um único termo, fosse possível identificar esse golpe virtual.

Em 2010, inclusive, a prática virou tema do documentário de mesmo nome, lançado pelos cineastas Ariel Schulman e Henry Joost. Na produção, há um relato que faz uma analogia entre fisgar pessoas por meio de aplicativos com o que alguns pescadores fazem para serem eficientes em seus respectivos trabalhos.

Dessa forma, a palavra já foi até mesmo adicionada em alguns dicionários de língua inglesa. Ao fingir ser uma pessoa por meio de um aplicativo de relacionamentos, os criminosos têm o anonimato como principal trunfo, pois conseguem promover diálogos que consquistam a confiança da vítima. Com isso, a possibilidade de aplicar golpes fica ainda mais fácil.

O Catfish pode trazer danos emocionais e financeiros muito severos às vítimas. (Pexels/Reprodução)O catfish pode trazer danos emocionais e financeiros muito severos às vítimas. (Pexels/Reprodução)Fonte:  Pexels 

Entre alguns dos perigos do catfish, podem estar riscos financeiros, como extorsões promovidas por chantagens envolvendo o envio de fotos contendo nudez das vítimas; compartilhamento de informações pessoais; e desilusão amorosa, tendo em vista que a vítima pode acabar se apaixonando por uma ideia e não por uma pessoa em si. Por esses motivos, é preciso ficar atento a algumas práticas para evitar que essa situação chegue a acontecer em seu convívio.

Como se proteger de um catfish?

Os usuários que utilizam sites e aplicativos de relacionamento precisam ficar atentos a algumas questões para não caírem em golpes desse tipo. Infelizmente, esses ambientes estão repletos de perfis falsos, o que pode gerar desconfiança em muitos momentos.

Antes de qualquer coisa, sempre cheque se o perfil em questão tem redes sociais, por exemplo Instagram, Facebook, Twitter ou contas em sites como LinkedIn, Letterboxd e Spotify. Com isso, já é possível saber se é uma pessoa real ou alguém mal-intencionado.

Apesar de a falta de redes sociais não provar muito, pois existem indivíduos que realmente não gostam desses locais, outra dica é desconfiar das fotos colocadas no perfil alheio. Verifique, por exemplo, se elas não estão disponíveis em bancos de imagens gratuitos ou em sites de buscas.

Nos tempos atuais, é preciso sempre desconfiar do que encontramos pela internet. (Pexels/Reprodução)Nos tempos atuais, é preciso sempre desconfiar do que encontramos na internet. (Pexels/Reprodução)Fonte:  Pexels 

Além disso, pessoas que demonstram publicamente serem mais bem-sucedidas, com grandes conquistas e fotos mais elaboradas — como aquelas feitas em estúdio ou com muita edição — podem ser um indício de que algo está errado.

Pergunte sempre o nome completo da pessoa, de uma forma sutil, para realizar buscas e verificar amigos em comum. Antes de um encontro, faça uma videochamada descontraída e nunca forneça dados pessoais como números de documentos e endereços sem antes conhecer a pessoa.

Para se manter em segurança, recomenda-se também a desconfiança direta quando algum dinheiro for requisitado e que o primeiro encontro seja marcado em um local público, de preferência compartilhando a localização com amigos.

Filmes que já abordaram o catfish

Lançado recentemente pela Netflix, o filme Um Match Surpresa (Love Hard, no original) aborda um caso típico de catfish. Apesar de se tratar de uma comédia romântica, o longa-metragem protagonizado pela atriz Nina Dobrev,  sofreu diversas críticas por parte de público que viu da produção uma tentativa de “romantizar” o golpe.

Personagem de Nina Dobrev passa por um caso de Catfish em Um Match Surpresa. (Netflix/Reprodução)Personagem de Nina Dobrev passa por um caso de catfish em Um Match Surpresa. (Netflix/Reprodução)Fonte:  Netflix 

Na trama, Natalie (Dobrev) começa a conversar com um bonitão por meio de um aplicativo de relacionamentos. Disposta a fazer uma surpresa para ele, a personagem atravessa o país para passar o Natal com a família de seu hipotético novo amor. Contudo, ao chegar no local, Natalie percebe que foi enganada e que as fotos do perfil no aplicativo pertenciam a outra pessoa.

Ficou curioso sobre a temática? Não deixe de conferir o filme e perceber como o catfish pode estar muito perto de nós mesmos. Aproveite!

Leave a Comment